Que tal alugar ao invés de comprar? Esse é o negócio do Allugator.

Em uma economia baseada no consumismo, é normal julgarmos a necessidade de adquirir algo. Seja uma ferramenta, um tipo de equipamento ou qualquer outra coisa, há sempre algo que precisamos adquirir, não é mesmo? Entretanto, muitas vezes, necessitamos de algo que não compensa comprar, seja pelo valor elevado, seja pelo tempo de uso do produto ou até mesmo pela urgência. Pensando nisso, o Allugator trouxe um serviço muito interessante, que estimula a economia compartilhada. Assim, o serviço une aquele que possui um produto que está “pegando poeira” com quem necessita utilizar esse produto por pouco tempo.

Segundo informações do próprio site, o Allugator é uma plataforma online de economia compartilhada que conecta pessoas para alugarem todo tipo de produtos/itens/bens/coisas entre si. Inspirados na forte tendência do consumo colaborativo, acreditamos que não precisamos comprar e acumular produtos, desde que tenhamos acesso a estes. O Allugator estimula o compartilhamento, a sustentabilidade e um consumo mais prático, econômico e responsável. Aqui você encontra tudo que precisa usar, mas não precisa comprar. Aqui você gera renda extra com o que está encostado em casa.

Como funciona?

Basta realizar seu cadastro e buscar o que deseja alugar. Compare o valor de cada produto que surge nos resultados da busca e estipule por quanto tempo deseja alugar. A partir daí, o site faz a ligação entre o locador e o locatário do produto. O pagamento pode ser por meio de cartão de crédito, débito bancário, boleto bancário ou transferência entre contas do PagSeguro.

Se a sua intenção é alugar alguma coisa, basta cadastrar seu produto e determinar o valor do aluguel. A vantagem para quem aluga é justamente ter um rendimento de um produto que está guardado, sem uso.

O Allugator é um serviço brasileiro que funciona faz pouco mais de 1 ano e seus inscritos recebem avaliações a cada transação, melhorando assim sua reputação.

Opinião pessoal: Achei o serviço muito interessante e o grau de reputação permite definir um certo grau de segurança na hora de alugar algum produto. O único ponto fraco que percebi é que, por se tratar de algo novo, as ofertas de alguéis se encontram em poucas cidades, principalmente, em Belo Horizonte.

Achou interessante? Então acesse o Allugator clicando aqui.

E você, já conhecia o serviço? Já havia pensado em alugar algo ao invés de vender ou simplesmente deixar guardado?

Filipe César

Fã de tecnologia, jogos (principalmente Fifa), filmes e séries. Com pós em Mídias Digitais e EAD. Criou o CoisasTech pelo desejo de compartilhar informações que lhe interessa com outras pessoas.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *